Página 1 de 4

Elvis nas Lojas

MensagemEnviado: Sex Mai 26, 2017 9:21 pm
por Douglas
Realmente o CD está morrendo. Cheguei a essa triste conclusão nesses dias. Sempre entro nas lojas - Saraiva é uma delas - para verificar as novidades e principalmente o que está disponível do Elvis. Percebi que o espaço reservado aos CDs diminuiu muito, mas essa é a primeira vez, em 40 anos após a morte do Elvis, que entro numa loja e não encontro nenhum album do Elvis, nenhum. Nem mesmo os recentes lançamentos da Royal Philarmonic Orchestra, If I Can Dream ou The Wonder of You. Ok, Ok, Elvis morreu há 40 anos e naturalmente a demanda por seu material está caindo... mas... os Beatles se separaram há quase 50 anos e as lojas tem algo deles nas prateleiras. Mas Elvis não...Não sei se é um descuido da Sony ou se realmente não existe demanda por esse tipo de material. Eu, particularmente, acho que o catálogo do Elvis foi muito mal tratado. Coletâneas e mais coletâneas confundem o consumidor. Coletâneas que não enriquecem e até desfiguram a obra do Elvis. Alguns álbuns deveriam estar sempre disponíveis, ex: Elvis Presley (1 LP), Elvis (2 LP), a série Gold Records, From Elvis In Memphis, On Stage, TTWII, Promised Land...
Uma pena, espera que seja um descuido da Sony e que em julho / agosto os CDs voltem... Espero...

Re: Elvis nas Lojas

MensagemEnviado: Sáb Mai 27, 2017 8:17 am
por ramon farah
Muito triste mesmo Douglas, no caso das coletâneas além do critério ser mal elaborado percebo um excesso e os Beatles é porque o velho Paul McCartney ainda faz muita turnê isso sempre evidência a banda.

Re: Elvis nas Lojas

MensagemEnviado: Sáb Mai 27, 2017 12:37 pm
por Wagner Now
Normal pra um artista que já tem 40 anos de morto. E podem ter certeza que em agosto seu nome n vai ser tão lembrado aqui no Brasil. Nos 30 anos foi bem discreto.

Re: Elvis nas Lojas

MensagemEnviado: Sáb Mai 27, 2017 2:37 pm
por Sergio Biston
Aqui em Curitiba a Saraiva, Fnac e Livrarias Curitiba todas tem alguns CDs de Elvis, na seção exclusiva dele. Na vitrine de tempos em tempos aparece um vinil, geralmente King Creole ou At Stax à preços exorbitantes.
Como um todo, acho que não resta dúvida que o CD está morrendo, sendo substituído pelo streamimg digital. Não é nem mais o download, mas o streaming de serviços como o Spotify. E isso é para todos os artistas e não só para a música. Não tem mais retorno. Eu mesmo sempre fui um adepto da mídia física para tudo: Filmes, Música e Videogames. Ultimamente passei a adquirir tudo via download. Metade dos jogos que compro são digitais, baixados legalmente, jogados e depois deletados. Comecei a fazer isso depois de encher um rack inteiro com jogos comprados ao longo de 27 anos, dos quais mais de 90% nunca mais joguei novamente. Minha coleção de filmes que ficava na estante foi parcialmente doada. Afinal, para que comprar o Blu-ray do 300 de Esparta ou a trilogia do Senhor dos Anéis se esses filmes estão amplamente disponíveis em serviços como o Netflix. Na época pré-internet e pré-digital, você precisava esperar o filme passar na TV para asssiti-lo. Hoje ele está disponível num apertar de botão. Então, se você não é um colecionador, como nós somos com Elvis, para que comprar algo que só vai ocupar espaço?
O legado de Elvis está bem assegurado, inclusive na mídia digital. No serviço Spotify ele teve 382 milhões de músicas ouvidas em 2016. É claro que ha muito espaço para melhorias, mas nesse departamento a EPE e a Sony sempre deixaram muito a desejar.

Re: Elvis nas Lojas

MensagemEnviado: Sáb Mai 27, 2017 10:04 pm
por ERIK
Sergio Biston escreveu:Aqui em Curitiba a Saraiva, Fnac e Livrarias Curitiba todas tem alguns CDs de Elvis, na seção exclusiva dele. Na vitrine de tempos em tempos aparece um vinil, geralmente King Creole ou At Stax à preços exorbitantes.
Como um todo, acho que não resta dúvida que o CD está morrendo, sendo substituído pelo streamimg digital. Não é nem mais o download, mas o streaming de serviços como o Spotify. E isso é para todos os artistas e não só para a música. Não tem mais retorno. Eu mesmo sempre fui um adepto da mídia física para tudo: Filmes, Música e Videogames. Ultimamente passei a adquirir tudo via download. Metade dos jogos que compro são digitais, baixados legalmente, jogados e depois deletados. Comecei a fazer isso depois de encher um rack inteiro com jogos comprados ao longo de 27 anos, dos quais mais de 90% nunca mais joguei novamente. Minha coleção de filmes que ficava na estante foi parcialmente doada. Afinal, para que comprar o Blu-ray do 300 de Esparta ou a trilogia do Senhor dos Anéis se esses filmes estão amplamente disponíveis em serviços como o Netflix. Na época pré-internet e pré-digital, você precisava esperar o filme passar na TV para asssiti-lo. Hoje ele está disponível num apertar de botão. Então, se você não é um colecionador, como nós somos com Elvis, para que comprar algo que só vai ocupar espaço?
O legado de Elvis está bem assegurado, inclusive na mídia digital. No serviço Spotify ele teve 382 milhões de músicas ouvidas em 2016. É claro que ha muito espaço para melhorias, mas nesse departamento a EPE e a Sony sempre deixaram muito a desejar.


Sergio disse tudo...

Eu já parei de colecionar a um bom tempo...e por vezes já pensei em me desfazer de minhas coisas de Elvis, mas quando olho cada objeto, cada filme, cada disco, cada cd, cada souvenir e tudo mais, lembro como foi para conseguir cada objeto e sua história.

Fitas Vhs eu tinha uma coleção gigante...e tive que fazer uma pilha nos fundos de casa e tocar fogo, nem para doar serviam..ninguém queria.

Fora Elvis, colecionei filmes por anos em dvd e bluray...chegando hoje a aproximadamente 3 mil títulos...empoeirados e guardados em vários locais da casa.

Estes dias fui assistir um bluray do Clint Eastwood...e meu aparelho estragou pelo tempo parado...fui comprar outro novo..quem diz que achei nas lojas :shock:

Fui obrigado a entrar no olx e comprar um Sony usado...

Infelizmente..com a internet rápida hoje...netflix e outros...as mídias físicas estão fadadas a morte total...e só terão valor para colecionadores.

Muito triste...

Re: Elvis nas Lojas

MensagemEnviado: Dom Mai 28, 2017 4:19 am
por Neto
Acho que mesmo nesse época o nome do Elvis em lojas físicas está muito em baixa,já tinha notado isso e se não estou enganado comentei aqui no fórum.
Sinceramente eu vejo que outros artistas como Eric Clapton por exemplo sempre tem um destaque na saraiva e na americanas.
Antes sempre que chegava em uma loja eu encontrava CDS do Elvis nas prateleiras,agora muitas vezes só por encomendas.
Uma coisa eu notei na saraiva é que quando lançado em edição de 40 anos o Elvis Today vendeu bem.
O filarmônica também!
Acho que a Sony não tem o cuidado mec necessário com o artista Elvis.

Re: Elvis nas Lojas

MensagemEnviado: Dom Mai 28, 2017 10:54 am
por Sun
Isso mostra que o Elvis tem um base de seguidores muito grande,pois no mercado informal de fãs não para de sair coisa.Os Beatles podem ter uma base de admiradores e entusiastas maiores,mas isso não fez por exemplo,o John Lennon vender mais que o Elvis depois de morto.Acho extremamente triste que a indústria musical tenha morrido,acho que a classe artística não se deu conta de como isso prejudica uma carreira.Hoje, um artista de sucesso é aquele que tem muitos seguidores,para isso o cara tem ficar se divulgando a todo instante em dezenas de redes sociais,acho isso ridículo.Eu acho que o legado do Elvis está mais que assegurado,mesmo nesse mundo absolutamente frenético a obra dele ganha adeptos,não vejo o Elvis sendo esquecido,a venda geral caiu.
Acho o pensamento do Gene Simmons perfeito:
''"O Rock está morto por causa da Internet e Napster e aquela coisa toda. A partir do momento que você faz download e compartilha, você impossibilita que novas bandas possam viver de música. Há tanta gente talentosa por aí quanto havia quando começamos (o Kiss), mas as bandas atuais tem que viver no porão da casa da mãe pois não conseguem sobreviver apenas de música. Mas nós somos culpados, deixamos isto acontecer, foi culpa das gravadoras, que deveriam ter processado todo mundo".
"De 1958 a 1988 são trinta anos, certo? Neste período, com as gravadoras, aquelas entidades que são demonizadas... bem, sem elas não teríamos Elvis (Presley), The Beatles, The (Rolling) Stones, Jimi Hendrix, centenas de bandas clássicas. Mesmo na era Disco, tivemos Madonna, Prince, U2, AC/DC, nós e alguns outros. E na música Pop surgiu Michael Jackson, Jackson 5, a lista é infinita. De 1988 pra cá, cadê os novos Beatles? Diga cinco nomes de bandas que sejam equivalentes aos Stones, Beatles, Elvis, Hendrix etc".

Elvis é de um tempo em que ser artista era realmente algo grande,o que vier hoje é lucro,sua carreira sempre será fenomenal.

Re: Elvis nas Lojas

MensagemEnviado: Dom Mai 28, 2017 11:27 am
por Wagner Now
Sou outro também que deixei de colecionar. Também de n ser mais fã, apenas um admirador. Não tenho mais paciência em ouvir um show completo tanto em cd como em dvd. E comprar só mesmo quem é fã e colecionador. Hoje em dia as coisas estão mais fáceis pra se ter e ninguém vai querer pagar um valor alto num cd e dvd.

Re: Elvis nas Lojas

MensagemEnviado: Dom Mai 28, 2017 8:59 pm
por Douglas
Eu ainda tenho comprado alguma coisa. Procuro não deixar de acompanhar a FTD, exceto os livros e vinis, pois são muito caros. Recentemente adquiri o vinil Promised Land da FTD, ouvi num video no youtube e tive a sensação de que o som é muito melhor. Aliás, hoje eu estava ouvindo o LP The Memphis Record, a diferença de som entre CD e LP é grande. O vinil realmente tem uma qualidade melhor, o som enche a sala, é muito bom. Mas o The Memphis Record sempre foi um álbum espetacular !

Mudando de assunto... também fico olhando minha estante, que já está lotada de CDs e fico planejando em me desfazer de alguns. Existe muita coisa em duplicidade... triplicidade e estão apenas ocupando espaço. Mas realmente acho que daqui pra frente o negócio vai ser o streaming mesmo... pena que a FTD não liberou suas faixas para essa tecnologia... Quem sabe um dia.

Re: Elvis nas Lojas

MensagemEnviado: Ter Mai 30, 2017 2:06 pm
por Sun
Essa notícia da suposta decadência do legado póstumo do Elvis, está reverberando por causa deste artigo que eu achei péssimo.
https://www.theguardian.com/music/2017/ ... ley-legacy

Ao meu ver o texto é tendencioso,e eu não concordo com várias analogias.